Como evitar cãibras: O que são, causas, tratamentos, como aliviar

0
6

Quem nunca foi dar uma espreguiçada gostosa ao se deitar e rolou aquela cãibra na perna? Ou então durante um mergulho na piscina, quando dá aquela fisgada horrível na panturrilha?


Pois é, cãibras acontecem nas pessoas mais vezes do que a gente pensa, porém se acontece muitas vezes com você saiba que pode causar exaustão muscular e até alguma lesão. Quer saber como evitar que cãibras aconteçam com frequência? Continue na leitura!

Como evitar cãibras

 

O que são cãibras?

Também chamada de espasmo muscular, uma cãibra é um tipo de movimento de contração involuntária em algum músculo ou grupo muscular. Suas principais características são endurecimento do músculo, numa variação de dores leves a intensas, tudo em movimentos involuntários.

Causas das cãibras

As principais causas podem estar ligadas a várias condições, como esportes, exercícios e certos movimentos físicos, ou até mesmo a ausência deles. Essa contração muscular intensa pode acontecer durante uma atividade física, no repouso relaxado e até durante uma noite de sono, inicialmente tranquila. Dentre algumas causas estão:

  • Uso excessivo de alguma área muscular;
  • Desidratação;
  • Tensão muscular (por movimentos ou emocional);
  • Uso de calçados impróprios;
  • Roupas apertadas;
  • Dietas desreguladas;
  • Ficar numa mesma posição por muito tempo.

Na maioria das vezes, ocorre como uma condição inofensiva, no entanto, pode acontecer também como manifestação em forma de sintoma de alguma outra condição de saúde. Tais como:

  • Estreitamento das artérias;
  • Compressão de nervos;
  • Deficiência de potássio, cálcio ou magnésio;
  • Uso de medicamentos diuréticos;
  • Diabetes;
  • Doenças neurológicas;
  • Doenças do fígado;
  • Distúrbios da tireoide;
  • Efeitos colaterais do alcoolismo.

Geralmente, ocorre mais nos pés, dedos e panturrilha devido ao maior esforço que essas áreas fazem e desgastes também durante o dia. Sendo assim, são as primeiras partes do corpo a sentirem algo e mandar sinais de que algo está errado, como as cãibras.


Tratamentos para cãibras

Os melhores tratamentos para cãibras servem mais como dicas de prevenção para as próximas vezes, já que cãibra não é um tipo de condição que tenha cura. São alguns tratamentos:

  • Alongamento, antes e depois dos exercícios físicos;
  • Hidratação regular, antes, durante e depois dos exercícios físicos; até mesmo fora deles, com no mínimo 2 litros de água por dia;
  • Evitar exercício físicos em dias muito quentes;
  • Evitar beber muito álcool ou café, que são substâncias diuréticas e favorecem a desidratação;
  • Alimentação correta rica em cálcio, potássio e magnésio, tais como: leite e derivados, couve, brócolis, banana, tomate, feijão, cevada, granola, amendoim, arroz integral, ameixa, castanhas, dentre outros. Consulte um nutricionista para atualizar seus exames e analisar se suas cãibras são por fatores nutricionais; com base nisso, uma dieta especial e saudável será montada para seu dia a dia.

Como evitar cãibras:

  1. Nas pernas

A principal dica para quem sente cãibras nos membros inferiores é alongamento! Exercícios físicos de musculação também são essenciais para manter os músculos fortes, saudáveis e prevenir de possíveis contrações.

  1. Nas panturrilhas

No geral, as panturrilhas são bem atingidas por cãibras, e na maioria das vezes, se posicionar em pé é a melhor solução. As mesmas dicas de alongamentos e musculação valem para os músculos das panturrilhas.

  1. Em idosos

As principais causas de cãibras em idosos é por conta de reações a medicamentos, como também outros motivos de desequilíbrio mecânico do corpo ou deficiência de nutrientes.

Para evitar, os médicos podem indicar reposição suplementar de nutrientes e também sapatos especiais para melhorar; quanto aos medicamentos que causam isso como efeito colateral, a ideia é trocar por outro sem efeito diurético, se possível.

  1. Na gravidez

Também são comuns durante a gravidez, mas podem ser evitadas com simples hábitos como alongamento antes de dormir, tomar um banho quentinho antes do repouso, ficar movimentando os pés enquanto estiver sentada, manter alimentação balanceada com cálcio, magnésio e vitamina C, além da hidratação em dia.

  1. Nos pés

Caso você tenha com altíssima frequência cãibras nos pés, converse com um ortopedista sobre a possibilidade de usar meias ou calçados especiais que reduzam essa contração involuntária dos pés. Se os pés apresentarem inchaços durante as cãibras, procure um médico e relate o caso.

  1. Noturnas

Para quem sofre de cãibras no meio da noite, o ideal é fazer um alongamento corporal de 10 a 15 minutos antes de dormir, assim como evitar o sedentarismo ao longo do dia e manter alimentação e hidratação em dia.

Outra boa opção para evitar cãibras noturnas é fazer bicicleta ergométrica antes de dormir. E na hora de dormir, cuidado para não dormir numa posição muito tensa, como preso a um lençol preso na cama, pois isso pode forçar sua flexibilidade na cama e causar movimentos tensos.

  1. Durante os treinos

Para evitar cãibras durante os treinos, alimente-se bem antes das atividades; evite excesso de carboidratos, pois afeta a qualidade das fibras musculares e aumenta risco de cãibras; foque numa alimentação com gorduras boas, vitaminas e proteínas.

E não se esqueça de alongar bem, antes e depois das atividades físicas. No caso da corrida, caso ocorra no meio do treino, pause e faça uma massagem imediata.

O que fazer quando cãibras ocorrem?

cãibras

A primeira atitude que devemos ter quando a cãibra acontece é ter paciência, respirar fundo, tentar ao máximo relaxar a sua musculatura e massagear a área em círculos devagar.

Se o espasmo continuar por muito tempo, um pano úmido e quente na área por ajudar a relaxar a musculatura, assim como massagens com óleos essenciais como de eucalipto, romeiro ou tomilho, ou infusão de chá de arnica, que ajudam a esquentar o local.

Medicamentos analgésicos podem ajudar em dores restantes após as cãibras; converse com um médico para saber qual você pode tomar.

Medicamentos com ativos como vitamina E, complexo B, verapamil ou cloroquina, por exemplo, pode ajudar em casos de cãibras muito específicos; somente deve ser administrado sob orientação médica; mas na maioria dos casos, não é preciso tomar remédio algum.

Em casos de quem tem cãibras como sintoma relacionado a outro ponto da saúde, deve ser tratado com urgência com medicamentos e tratamentos direcionados à verdadeira causa.

O alongamento brusco, batidas com o pé no chão ou batidas na parte da cãibra, como muitos fazem na hora do desespero e susto da dor, pode provocar lesões sérias! Então, o ideal é ter paciência e esperar a contração muscular passar. Gelo pode ajudar aliviar as dores no local, mas somente depois que a contração se desfizer.

Como evitar cãibras: O que são, causas, tratamentos, como aliviar
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here