DHEA: O que é? Engorda? Tem efeitos colaterais? Saiba!

0

Vários suplementos contendo DHEA são comercializados e utilizados por muitas pessoas, mas será que realmente funciona para aumentar os músculos ou gerar força? Conheça a seguir os benefícios desse tipo de suplemento, seus possíveis efeitos colaterais, como tomar da maneira correta e muitas outras informações.

DHEA

O que é DHEA?

DHEA é uma sigla para o hormônio desidroepiandrosterona, produzido naturalmente nas glândulas adrenais, localizadas nos rins. No entanto, o DHEA encontrado em suplementos comercializados é produzido a partir de soja ou inhame, sendo também fontes naturais da mesma substância.

Os suplementos com DHEA são muito procurados, pois a substância auxilia na produção de hormônios sexuais no nosso corpo, tanto a testosterona quanto o estrogênio. E o aumento desses hormônios no corpo trazem benefícios como ganho de massa muscular, e ainda retarda o envelhecimento e facilita a perda de peso.

Benefícios do DHEA

  1. Um hormônio indicado para tratar disfunções hormonais, servindo como uma reposição e estimulando o corpo a produzir mais DHEA naturalmente; também controla a quantidade de testosterona e estrogênio no corpo;

 

  1. Ajuda a combater os sinais de envelhecimento, que são causados muitas vezes por conta de disfunções hormonais;

 

  1. Ajuda a manter a massa muscular ganha através de exercícios físicos e boa alimentação;

 

  1. O controle hormonal também auxilia na prevenção de doenças como hipertensão, diabetes e osteoporose, principalmente em mulheres;

 

  1. Como influencia diretamente nos hormônios responsáveis pelo controle sexual, o aumento de DHEA no corpo também causa aumento da libido; consequentemente, também pode ajudar em casos como impotência sexual.

 

  1. O controle hormonal também oferece aumento do sistema imunológico, oferecendo proteção extra ao organismo para evitar as mais variadas doenças;

 

  1. Também oferece mais energia para o dia a dia, de modo a ajudar em momentos que exigem concentração como trabalho ou estudos e também auxilia na energia física, adaptando o corpo para mais exercícios físicos.

DHEA tem efeitos colaterais?

O DHEA encontrado nos suplementos ainda é um hormônio, por mais que seja de uma fonte natural.

Sendo assim, como qualquer outro hormônio usado para ganhos de massa muscular ou para tratamentos hormonais, deve ser necessariamente usado/tomado conforme orientação de um médico.

O uso incorreto de DHEA pode causar distúrbios hormonais sérios que causam uma cadeia de problemas no organismo.

Dentre eles, podem acontecer: mudanças na voz, alterações no ciclo menstrual nas mulheres, queda ou perda de cabelo, crescimento de pelos corporais (mulheres), ginecomastia (aumento e sensibilidade dos seios nos homens), alterações na libido ou controle sexual, dentre outros.

Além dos distúrbios hormonais, o DHEA em excesso também pode trazer problemas de pele, como aumento da oleosidade e acne; dores abdominais, alterações nos níveis de colesterol e saúde do coração, insônia, dificuldades para respirar, fadiga, diarreia, dores de cabeça, alterações no peso, dentre outros efeitos colaterais.

Tais efeitos colaterais fazem parte do “efeito rebote”, o qual acontece quando um medicamento ou hormônio faz justamente o contrário do esperado. Não faça uso indiscriminado de DHEA nem de nenhum outro hormônio!

DHEA engorda?

Não existe qualquer comprovação de que o DHEA interfira diretamente no aumento de gordura corporal. Mas, como é um hormônio, devemos ficar de olho, já que distúrbios hormonais podem causar sim alterações no peso.

Sendo assim, se houver algum efeito colateral de engorda com o uso de DHEA é uma consequência dos distúrbios hormonais, não diretamente pela ingestão do DHEA.

Como tomar DHEA?

Cada organismo pode reagir de forma diferente ao DHEA, portanto a dosagem diária a ser tomada só deve ser definida após avaliação médica.

No geral, a dosagem recomendada para quem tem objetivo de aumentar massa muscular é de 100 g, que pode ser encontrada em apenas 1 cápsula, ou sendo necessário tomar de 2 a 3 (de 25 a 50 g), variando de acordo com o fabricante.

Além da quantidade diária, deve-se ficar atento ao período em que o hormônio será tomado. Normalmente, os médicos nunca recomendam passar de 12 meses fazendo um uso contínuo. Somente em casos de tratamento hormonal que o médico permite isso, e ainda assim pode reduzir as doses em casos de indícios de efeitos colaterais.

Preço do DHEA

Geralmente, os suplementos com DHEA são vendidos em potes com cápsulas. Os preços variam de acordo com a marca e características do produto, como dosagem ou concentração da fórmula, ou pela quantidade de cápsulas que vem no pote. Em média, o preço varia de R$80 a R$200 reais.

Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here