Prolactina: Saiba o que é e quais problemas pode causar se estiver desregulada

0

O corpo humano é recheado de hormônios, sais minerais, vitaminas, aminoácidos, açúcares e mais um monte de nutrientes que formam o organismo, os sistemas, o sangue, enfim, tudo que envolve essa máquina incrível. Uma dessas substâncias super importantes é a prolactina.

Nos tópicos a seguir você vai saber tudo a respeito da prolactina. O que ela é, o que ocorre quando ele está baixa ou alta, os tratamentos para esse desequilíbrio e as causas dele também. Veja!

Prolactina

O que é Prolactina

A prolactina é um hormônio produzido pelo leite materno. Ele está no corpo das mulheres, que produzem o leite humano, independente da idade, e em uma quantidade bem equilibrada, e também está no organismo dos homens, porque é responsável por diversas áreas do corpo.


Quando a prolactina está alta demais ou baixa demais, ela pode trazer diversos problemas para a saúde feminina e masculina. Por isso, deve ser controlado, por meio de exames para saber se está tudo bem, ou se precisa iniciar algum tipo de tratamento.

Onde a prolactina é produzida?

O hormônio da prolactina é natural do corpo humano, ou seja, ele não é adquirido externamente. É produzida no cérebro da mulher e do homem e é responsável pelo desenvolvimento das mamas e, no período de gestação, pelo leite materno.

A prolactina existe e deve ficar equilibrada tanto na época do aleitamento, quanto em outros momentos, já que ele importa bastante para a saúde da mulher, inclusive em questões do ciclo menstrual, da fertilidade e outros.

Prolactina baixa

Quando esse hormônio está baixa, ela pode causar alguns males para mulheres e homens. Em mães em fase de aleitamento ou no final da gravidez, isso pode atrapalhar a produção do leite materno. Esse é o principal problema em relação aos níveis de prolactina baixa.

Em mulheres longe de gestação ou gravidez, pode causar alguma alteração em ciclo menstrual ou até nos sintomas de menopausa, mas é bem leve e o corpo logo trata de recuperar os valores.

Alguns remédios podem diminuir a quantidade de prolactina no corpo, especialmente os hormônios artificiais, como a dopamina feita em laboratório, mas as consequências não são muito preocupantes.

O que mais causa problemas em mulheres e homens é o fato da prolactina estar alta demais, aí sim ela é perigosa.

Prolactina alta

A prolactina alta pode causar diversos problemas e mulheres e homens. No caso delas, por exemplo, a alta do hormônio pode travar a menstruação, fazer com que ela não desça, pode causar infertilidade, pode ser causa de tipos de tumores benignos na glândula hipófise, além de diminuir a libido e até a lubrificação vaginal.

Os sintomas que são mais comuns são os relacionados ao ciclo menstrual ou à menopausa. Há uma completa desregulação desse sistema que é visivelmente descoberto pela mulher.

Além disso, dificuldades de engravidar e o leite materno saindo das mamas sem qualquer explicação lógica, pode ser sinal de que o hormônio está em quantidades elevadas.

Nos homens, a alta do hormônio pode causa fraqueza óssea, pois diminui a densidade mineral dos ossos e isso pode causar a osteoporose. Esse sintoma também pode ocorrer em mulheres.

As causas da prolactina alta são o uso de medicamentos que atuam diretamente na glândula hipófise, como antidepressivos, antipsicóticos, ansiolíticos, anticoncepcionais e outros.

Tratamento

Normalmente, a disfunção é causada pelo uso de medicamentos, aí o tratamento é apenas cortar esse remédio e passar a fazer uso de outro ou de nenhum mais.

Existem outros fatores que podem aumentar ou diminuir a prolactina, como é o caso do estresse e da ansiedade. Nessa situação, é preciso tratar a causa para que os níveis voltem ao normal.

Outra situação interessante é que a estimulação excessiva das mamas, muito comum nos atos sexuais, podem fazer com que o corpo produza mais prolactina. Nesse caso, é preciso maneirar nessa estimulação sexual.

Esse hormônio é muito importante para mulheres e também essencial aos homens, por isso deve ser bem monitorado e tratado quando houver qualquer desiquilíbrio para evitar possíveis doenças ou outros tipos de problemas de saúde.

Se tiver ainda alguma dúvida a respeito da prolactina, deixe o seu comentário aqui embaixo!

Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here