Cálcio: Saiba tudo, Sobre Suas Propriedades, Onde Encontrar

0
4

Você sabia que o cálcio é o mineral mais abundante no nosso organismo? Somente dessa informação você pode entender o quão importante ele é nos processos de variados sistemas! Portanto, continue lendo para saber mais sobre o cálcio, suas propriedades, quantidade ideal para sua saúde e muito mais.

cálcio

O que é Cálcio

Existem inúmeros minerais que trabalham sem parar no nosso organismo, mas o mais abundante e importante para diferentes frentes da nossa saúde é o cálcio. Ele é um mineral essencial para a construção, manutenção e resistência de ossos e dentes, como também controle da pressão arterial e muito mais que falaremos abaixo.

Suas Propriedades

  • A principal ação do cálcio é na construção de ossos, atuando juntamente com o fósforo e magnésio;
  • Age também na construção dos tecidos do coração;
  • Auxilia na excitabilidade neuromuscular, nos nervos transmissores de impulsos nas fibras sensoriais e motoras;
  • Atuando juntamente à vitamina K, auxilia na coagulação sanguínea;
  • O equilíbrio do organismo também é favorecido com a ação do cálcio juntamente ao fósforo;
  • Ajuda na contração muscular do coração e frequência cardíaca, quando em conjunto ao sódio e potássio;
  • Permeabilidade da membrana celular, ativando vários sistemas enzimáticos;
  • Os tecidos necessitam de cálcio para efetuar processos de cicatrização com sucesso;

Excesso no organismo

O excesso de cálcio no sangue causa a hipercalcemia. Ocorre quando os níveis de cálcio superam 105 mg, causando diferentes sintomas como:

  • Afeta os rins, desregulando nível de excreção de substâncias importantes que precisamos, como o potássio, por exemplo;
  • Perda de apetite, vômitos, constipação, dores gástricas, etc;
  • Fadiga mental, nervosismo, sonolência;
  • Fraqueza muscular e cansaço;
  • Palpitações e taquicardias;
  • Tecidos importantes calcificados, como as artérias, córneas, juntas, entre outros.

Deficiência no organismo

A carência do cálcio no sangue, também conhecida como hipocalcemia, pode surgir de forma natural, de acordo com o envelhecimento da pessoa, ou em outras fases da vida, através do consumo errado. Esta deficiência é extremamente prejudicial e pode levar a inúmeros sintomas e graves condições, tais como:

  • Doenças frágeis ósseas, como osteoporose e a doença de deficiência do cálcio;
  • Hipoparatiroidismo, um distúrbio hormonal que afeta as quantidades de cálcio;  
  • Raquitismo durante a fase de desenvolvimento da criança (deformação de ossos dos membros inferiores), levando a osteomalácia na fase adulta;
  • Desnutrição e má absorção de outros nutrientes também aumentam as ocorrências devido à carência de cálcio.
  • Outros sintomas são: Perda de memória, espasmos musculares, dormência, formigamentos, cólicas, alucinações, pressão elevada, dores de cabeça, entre outros.

As fases do envelhecimento podem trazer a deficiência de cálcio, principalmente o armazenado nos ossos, que se desgastam com o tempo e só aumenta a necessidade de consumo diário. As mulheres podem sofrer bastante com isso durante a menopausa, portanto recomenda-se alto consumo de cálcio durante a meia-idade de em média 1.500 mg por dia, antes de atingir a terceira idade.

Recomendação de quantidade diária

O ideal é que uma pessoa com faixa etária de 9 a 18 anos já consuma cerca de 1.300 mg de cálcio diariamente; já o adulto com saúde em dia necessita cerca de 1.000 mg de cálcio diariamente. Tais quantidades podem ser facilmente alcançadas e armazenadas pelo organismo com 3 copos de leite diários, por exemplo.

Lembrando que estas são recomendações gerais, o que pode variar de caso a caso. Sendo assim, o ideal é descobrir suas necessidades com um médico após avaliação e exames e assim receber as recomendações adequadas ao seu perfil de saúde, que pode variar entre alimentação e suplementação.

Alimentação

Felizmente, o cálcio é facilmente encontrado dentre os alimentos que estamos habituados a comer desde que somos crianças. Encontre cálcio nas seguintes fontes:

  • Leite de vaca ou cabra, queijos, iogurtes e outros derivados;
  • Grãos naturais, não refinados;
  • Couve crua e espinafre;
  • Amêndoas;
  • Trigo, milho e gergelim;
  • Batata doce;
  • Cebola;
  • Laranja;
  • Brócolis;
  • No geral, todos os vegetais verdes escuros; entre outros.alimentos ricos em calcio

Equilibre bem esses alimentos nas suas refeições durante o dia, do café da manhã à ceia. Consulte um nutricionista para saber mais alimentos que contêm cálcio.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este artigo)
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here