Lesões musculares: Tipos de lesões, sintomas, diagnóstico, tratamentos

0
7

O principal motivo de afastamento das atividades físicas da maioria das pessoas são as lesões musculares, seja na prática da musculação ou nos esportes. Isso acontece na maioria das vezes por falta de uma alongamento ou esforço físico exagerado, e pode atingir desde amadores a profissionais. E não só nas atividades físicas, no dia a dia mesmo, com um simples movimento errado, qualquer pessoa pode sofrer uma lesão muscular. Quer saber mais sobre o assunto? Se liga no artigo do dia!lesões musculares


Principais tipos de lesões musculares

Os tipos de lesão muscular conhecidos são estiramento, distensão e contusão e ruptura. Praticamente 90% das lesões musculares comuns são contusões ou estiramentos e somente em casos raros e graves ocorre o rompimento total das fibras musculares. Baseando-se no tempo que demora para ser regenerada, uma lesão muscular pode ser considerada aguda ou crônica, podendo ser causada por fatores internos (distensão, estiramento ou ruptura, sem trauma direto) ou externos (com traumas ou choques diretos).

  1. Estiramento muscular: Classificado como lesão de grau 1, não envolve rompimento de muitas fibras musculares e também não causa hematomas; acontece quando as fibras são alongadas exageradamente, causando dor que piora com o aumento do esforço; causado na maioria das vezes por falta de alongamento e aquecimento;
  2. Distensão muscular: Pode ser de grau 1, 2 ou 3; a mais comum envolve rompimento de até 50% das fibras musculares locais; acontece também quando as fibras são alongadas exageradamente, envolvendo rompimentos de fibras; causada na maioria das vezes por esforço excessivo dos músculos, contração exagerada, exercícios sem técnica ou mau uso muscular;
  3. Contusão muscular: Pode ser leve, moderada ou grave, e é causada quando há um choque de algum objeto ou alguma pessoa, como no caso de esportes; assim, o músculo sofre um trauma direto e a severidade desse choque influencia no tempo de recuperação; na leve, não há edema e a dor diminui com o tempo; nas moderadas ou graves, a dor é maior, podendo ter edema e hematoma;
  4. Ruptura muscular: É o caso mais raro e grave de lesão; acontece com o estiramento brusco do músculo em curto espaço de tempo; geralmente envolve a quebra de tendões localizados na região lesionada; são os casos mais graves que podem exigir intervenções cirúrgicas.Distensão muscular

Sintomas de lesões musculares

  • Os sintomas dependem da gravidade da lesão, variando entre leves, moderados e fortes. Tais como:
  • Pontada de dor fina, bem localizada no meio do músculo;
  • Dor ao caminhar, correr, levantar peso ou fazer determinado movimento;
  • Pode ter algum inchaço no local;
  • Hematoma na região;
  • Nos casos graves, dor súbita que geralmente envolve ruptura de tendão;
  • Nos casos graves, pode ser visível a separação muscular da pele;

Tempo de recuperação de lesões musculares

O tempo de recuperação varia de acordo com cada lesão muscular, podendo ser simples horas de repouso a semanas de tratamento. No caso esportivo, pode ser que o atleta que fique semanas a meses afastado do esporte, mas cada caso depende do diagnóstico que o médico fará com o seu caso. O caso mais comum de estiramento muscular pode ser recuperado de 2 semanas a 6 meses.

Diagnóstico de lesões musculares

Com a presença de um ou mais sintomas, o ideal é a pessoa ir diretamente ao médico, preferencialmente um ortopedista. Na avaliação, o médico fará perguntas que envolvam a situação e também para saber do histórico de saúde do paciente. Ele poderá fazer uma avaliação local na hora, analisando a área e fazendo movimentos para tirar dúvidas, como também poderá pedir exames para confirmar diagnóstico e avaliar extensão e tipo da lesão, como ecografia ou RM.

Prevenção de lesões musculares

Para evitar lesões, procure sempre fazer alongamento antes e depois da atividade física. Também procure fazer um aquecimento de pelo menos 5 minutos antes do exercício. Para quem corre, evite aumentar muito de uma vez as distâncias nos treinos, assim como quem malha, evitar aumentar os pesos nos exercícios rapidamente, antes de o músculo ter resistência o suficiente para isso. Para quem está acima do peso, cuidado com exercícios de impacto e dê preferência a atividades mais leves. E não deixe de cuidar bem da sua alimentação, contendo nutrientes como proteínas e aminoácidos suficientes para alimentar e manter a saúde muscular.

Tratamentos de lesões musculares

  • Descanso: Evite caminhar ou ficar muito em pé para não agravar a lesão;
  • Gelo: Aplicar compressa de gelo na área lesionada, por mais ou menos 20 minutos, aplicando após 40 minutos gelo novamente;
  • Compressão: Usar meia elástica para controlar inchaço em caso de hematoma;
  • Elevação: Deixar a parte do corpo lesionada elevada para reduzir inchaço e evitar retenção de líquidos;
  • Uso de analgésicos ou anti-inflamatórios: O médico poderá receitar para controle de dores e evitar inflamações;
  • Alongamentos, massagens, aplicação de ultrassom, fortalecimento muscular com exercícios específicos na fisioterapia, hidroginástica ou outra atividade; dentre outros exercícios terapêuticos.
Lesões musculares: Tipos de lesões, sintomas, diagnóstico, tratamentos
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here