Ginkgo Biloba: Benefícios, Faz bem? Para que serve? Como tomar?

0
4

Ginkgo biloba é uma planta medicinal de origem asiática, mais precisamente na China, Coréia e Japão, cujos princípios ativos são usados a milênios para cuidados com a saúde e bem-estar.


Vem dando o que falar pelo aumento de suplementos disponíveis no mercado tendo como principal componente os seus extratos, prometendo melhorar memória e circulação sanguínea.

Será que funciona mesmo? Se você tem interesse em conhecer mais sobre essa poderosa planta e todos os seus benefícios, se liga no artigo de hoje!

Ginkgo Biloba

Para que serve ginkgo biloba?

As folhas da ginkgo biloba são ricas em flavonóides e terpenóides, que são dois tipos de antioxidantes importantes para combater radicais livres no nosso organismo, os quais são responsáveis por trazer danos às células e doenças das mais diversas origens.

A partir da ação dos seus ativos, pode-se dizer que ginkgo biloba serve para prevenir e tratar doenças neurodegenerativas e complicações no sistema circulatório, o que auxilia também na melhora da visão, função cerebral e certos tipos de dores.

6 grandes benefícios do ginkgo biloba

  1. Circulação sanguínea:

Ginkgo biloba possui ação vasodilatadora, portanto melhora a circulação sanguínea como um todo no organismo; sua ação contribui para diminuir a viscosidade do sangue.

  1. Controle da pressão arterial:

Seus ativos estimulam aumento de produção do óxido nítrico no nosso organismo, que tem também ação vasodilatadora, e isso é um fator importante para quem sofre de pressão alta.

  1. Melhora memória e concentração:

Os ativos da planta também ajuda no bom funcionamento dos neurônios. Nossos neurônios precisam de uma substância chamada acetilcolina para garantir que o cérebro fique ativo; para essa substância ser formada, outra chamada colina precisa entrar dentro dos neurônios; e é nisso que o ginkgo biloba ajuda, facilitando essa entrada.

Logo, com um cérebro mais ativo, evita-se problemas de concentração e preserva-se melhor a memória.

  1. Diminui risco de formação de trombos:

O ginkgo biloba evita problemas com coagulação, como trombose, derrames e ataques cardíacos, pois trabalha evitando a agregação intensa das plaquetas, as quais são responsáveis pela coagulação.

  1. Melhora o fluxo sanguíneo cerebral:

A melhora da circulação sanguínea geral também favorece o cérebro, que vai ter seu fluxo sanguíneo melhorado. Isso ajuda a diminuir casos leves de labirintite, evitando tonturas e mal-estar.

  1. Melhora a saúde dos olhos:

Os antioxidantes da planta também protegem os olhos de doenças, pois evita lesões celulares nas retinas e também previne degeneração macular.


Posologia: Como tomar ginkgo biloba?

Todos os benefícios da planta são extraídos a partir de suas folhas, não das suas sementes; estas são tóxicas e não são aproveitadas de forma tradicional com objetivos de saúde.

Em miligramas, a quantidade recomendada para tomar ginkgo biloba diariamente é de 80 a 240 mg, variando de acordo com estado de saúde da pessoa e suas necessidades.

A dose máxima de 240 mg geralmente é administrada em 3 vezes durante o dia, cada uma de 80 mg. Essas doses podem variar de acordo com o tipo de consumo, que pode ser em cápsulas ou em pó (em sucos ou vitaminas), ambos podendo ser encontrados em farmácias de manipulação ou lojas de produtos naturais.

Ginkgo biloba engorda?

Não, muito pelo contrário! O efeito positivo na saúde com a ação dos antioxidantes favorece a perda de peso. Com a dilatação dos vasos sanguíneos, nosso metabolismo trabalha melhor e é mais um fator que ajuda a emagrecer.

Não que a planta em si emagreça, como uma dieta, por exemplo, e sim que ela facilita e prepara melhor o corpo para quem faz exercícios, se cuida, se alimenta bem, ganhando mais saúde.

floras de Ginkgo Biloba

Ginkgo biloba causa efeitos colaterais? Tem contraindicações?

Por ser de origem natural, as chances de efeitos colaterais são mínimas, mas ainda assim são possíveis. Os principais efeitos colaterais relatados envolvem problemas gastrointestinais, como enjoo e gastrite, como também dores de cabeça.

Ainda mais raramente, algumas pessoas podem sentir tontura, terem queda de pressão ou ter reações cutâneas ao ingerir. O excesso do consumo acima das doses permitidas elevam as chances de aparecerem esses efeitos colaterais, portanto consuma moderadamente.

Quanto aos grupos de risco e contraindicações, não é orientado para pessoas que fazem uso de remédios anticoagulantes ou antiplaquetários; pacientes hemofílicos; pessoas que vão realizar cirurgias com alto risco de sangramento em breve; gestantes; mulheres amamentando; crianças; idosos. Se você se encaixa em algum desses grupos, consulte seu médico antes de iniciar consumo.

Preço do ginkgo biloba

Você pode encontrar o produto em cápsulas ou pó no mercado em diferentes faixas de preços, desde R$12,90 a R$79,90. Peça indicações aos seus médicos e não compre qualquer produto.

Ginkgo Biloba: Benefícios, Faz bem? Para que serve? Como tomar?
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here