Testosterona: Como aumentar? Natural, Gel, Injetável e mais!

0

Está com dúvidas sobre testosterona? Confira a seguir como descobrir se as quantidades estão altas ou baixas no seu corpo e o que fazer para aumentar naturalmente a quantidade desse hormônio!

Testosterona

 

O que faz a testosterona?

A testosterona é um hormônio presente tanto nos homens quanto nas mulheres, sendo produzida nos testículos e nos ovários, respectivamente. Dentre algumas funções desse hormônio estão:

  • Fator principal nas características físicas e também comportamentais dos homens (corpo, voz, pelos e comportamento);
  • Influência direta na formação e encorpamento da estrutura óssea;
  • Influência direta no ganho de massa muscular;
  • Diminuição da gordura corporal;
  • Estimular o metabolismo para usar gordura acumulada como energia;
  • Ativação de áreas no cérebro responsáveis pelo desejo sexual;
  • Maturação dos órgãos sexuais.

Como a testosterona é produzida?

A formação desse hormônio não é simples. O processo começa lá no hipotálamo, região no cérebro de alta importância para o sistema nervoso e secreção de glândulas hormonais pelo corpo, incluindo a testosterona.


O hipotálamo começa liberando uma substância que autoriza a glândula apituitária a liberar gonadotrofinas (GnRH), e então esta libera o hormônio luteinizante (LH). E é exatamente o LH que estimula a produção direta da testosterona nos testículos.


O que julga se esse processo produz pouca ou muita testosterona é justamente a liberação do primeiro jato, que pode ser em impulsos controlados, baixos ou rajadas mais fortes, induzindo a uma baixa ou alta quantidade do hormônio final.

Como aprender a tomar anabolizantes

Eu falo muito em meus posts para buscar um profissional para auxiliar no uso de anabolizantes. Falo isso porque se você souber utilizar, pode obter o máximo de resultado sem prejudicar sua saúde.

Recentemente me indicaram a Fórmula de Gigantes um curso que fala absolutamente tudo sobre o assunto e ensina o passo a passo para você usar de forma correta anabolizantes para ganhar massa, e o principal, sem colocar a sua saúde em risco.

Clique aqui e veja o video onde ele fala abertamente do que você vai precisar para conseguir ganhos reais em poucos meses utilizando anabolizantes de forma correta

Como saber se ela está baixa?

Quando a testosterona está baixa, os sinais incluem perda de massa muscular, em que a pessoa pode fazer musculação ou até tomar suplementos, e a produção de novos músculos não é mantida.

Outras características evidentes são perda de força, acúmulo fácil de gordura no corpo, sintomas de cansaço e fadiga muscular, falta de energia para as atividades no dia a dia e perda ou queda do desejo sexual.

Isso acontece tanto com homens quanto mulheres, mas como o hormônio é mais presente nos homens, é bem mais fácil notar a baixa do hormônio neles.

E como saber se ela está alta?

E quando a produção está excessiva, os sinais que podem ser notados, principalmente nos homens são alterações de humor, comportamento, gerando nervosismo e até agressividade.

O corpo ganha massa muscular facilmente e ocorre também um aumento considerável no crescimento de pelos no corpo, principalmente em barba, pelos no peito, cabelos e das costas, não muito de braços e pernas.

Nos homens, pode haver o atrofiamento dos testículos, e isso é fator que pode ser relacionado diretamente com infertilidade e impotência sexual. Outras características são ginecomastia (aumento das mamas nos homens), pressão alta, aumento do colesterol e distúrbios no sono.

Importância da testosterona em mulheres

No corpo das mulheres, a testosterona é tão importante e necessária quanto é para os homens. A queda desse hormônio nelas muitas vezes é relacionada ao sedentarismo, estresse, uso de anticoncepcionais e até alimentação errada e isso traz todos aqueles sintomas à tona.

Sabia que depois da menopausa a testosterona cai bruscamente no organismo da mulher? Isso leva a sintomas ainda mais sérios, inclusive emocionais, e em muitos casos lhe é indicado tomar antidepressivos ou doses hormonais para equilibrar.

Atualmente, é feita a terapia com testosterona equilibrada em mulheres. No entanto, ela não é indicada para quem tem histórico pessoal ou na família de casos como câncer de mama ou de útero. Para se informar melhor, consulte um ginecologista e peça uma atualização dos seus exames para conferir os níveis hormonais e quais as possíveis soluções.


10 dicas: Como aumentar a testosterona natural?

Muitos consideram “mais fácil” tomar ou injetar hormônios, enquanto que é possível sim, com mais paciência e dedicação, aumentar os níveis de testosterona de forma natural no corpo. Conheça algumas formas a seguir:

1. Mantenha seu peso em dia

Pessoas com sobrepeso produzem menos testosterona. O ideal é manter o peso em dia de forma saudável, com alimentação e exercícios balanceados, o que regula os hormônios em geral no organismo.

2. Tenha boas noites de sono

Quando dormimos nosso corpo, literalmente, se calibra, buscando estabelecer os níveis de hormônios, enzimas e demais substâncias equilibrados. Quando uma pessoa dorme bem, certamente se seus hormônios estiverem em queda, tendem a se restabelecer.

3. Seja uma pessoa ativa

Ser sedentário derruba a produção de testosterona. Quando uma pessoa é ativa, trabalha seus músculos, caminha, faz atividades, levanta peso, ergue os braços ou pernas, ela utiliza seu músculos, portanto o corpo compreende que deve mantê-los saudáveis e na ativa, o que aumenta a testosterona.

4. Controle seus nervos

Quando estamos estressados, nosso corpo produz o cortisol, outro hormônio que, quando em alta, dificulta muito a produção da testosterona. Sendo assim, não tenha uma rotina só de trabalho e estudos, conte com momentos relaxantes e prazerosos também na rotina.

5. Cuide da sua alimentação

O que você come também pode diminuir ou aumentar a testosterona. Muito açúcar, por exemplo, derruba a produção do hormônio. Evite comer soja também, pois é um alimento que aumenta o estrogênio e isso induz a redução da testosterona.

O ideal é inserir gorduras boas na dieta, as quais aumentam a produção natural desse hormônio e ainda faz bem para a saúde no geral. Exemplos: nozes, castanhas, amêndoas, azeite de oliva, abacate, etc.

Em casos de deficiência mineral, fazer uma suplementação à parte com zinco pode ajudar, pois ele ajuda na produção também. Também pode ser encontrado em menores quantidades em carne de boi e alguns peixes.

6. Sol e a vitamina D

A vitamina D tem muita influência na produção também, sendo assim, conte com uma exposição solar diária de pelo menos 30 minutos pela manhã e aumente sua testosterona naturalmente.

7. Cuidado com os vícios (beber e fumar)

Beber muito álcool derruba a produção de testosterona, e ainda o álcool atua como um conversor de testosterona em estrogênio, prejudicando muito o equilíbrio hormonal.

E o cigarro não fica longe disso não. As substâncias nocivas que existem nele causam um desequilíbrio hormonal sério, e muitas pessoas têm seus hormônios regulados novamente logo quando param de fumar.

8. Cuidado com o café

Se você é viciado em café, tome cuidado, pois beber muita cafeína aumenta a produção de cortisol, justamente aquele hormônio que atrapalha a produção da testosterona.

9. Seja sexualmente ativo

Manter relações sexuais frequentemente aumenta a produção natural do hormônio também. Estudos comprovam que quem faz mais sexo tem os níveis mais altos e mantidos.

10. Fique atento a efeitos colaterais de medicamentos

Alguns medicamentos afetam a produção da testosterona, como alguns analgésicos fortes. Consulte seu médico e veja se não pode ser um efeito colateral.

Testosterona em gel (Androgel)

Existem medicamentos em forma de gel que prometem repor quantidades de testosterona no organismo. O mais conhecido é o Androgel, que só deve ser usado quando é confirmado através de exames que o hormônio em questão está em déficit.

É um produto fácil de aplicar, bastando passar uma pequena quantidade do gel em regiões de pele fica e seca, como nos braços, ombros e abdômen para o corpo absorver. Não faça uso indiscriminado, informe-se com seu médico sobre esse produto.

Não deve ser usado em hipótese alguma por homens com suspeita de câncer de próstata ou com sensibilidade aos componentes do produto.

Testosterona injetável

O que não faltam no mercado também são as opções injetáveis do hormônio. Tratam-se de soluções com testosterona diluídas e de fácil absorção para serem aplicadas em região intramuscular, um exemplo é o Enantato de testosterona.

Quando em contato com o organismo, a solução permite uma liberação lenta do hormônio, e este circula pelo organismo repondo as quantidades deficientes. Não é indicado para mulheres, quem tem alergia a algum componente da fórmula, suspeita de câncer de próstata ou glândula mamária em homens ou ainda doenças e deficiências no fígado (onde o produto é metabolizado).

Esse tipo de uso de testosterona não é aprovado por médicos e demais especialistas em saúde devido aos riscos que coloca a pessoa, deixando-a vulnerável e sujeita a inúmeros efeitos colaterais. Sendo assim, o mais recomendado são as formas naturais de aumentar o hormônio, que são certamente mais saudáveis.

Avalie este post

Atenção: Nossa missão com o blog Jeitofitness é informar vocês com conteúdo completo sobre qualquer assunto. Não temos intenção de estimular a venda, compra ou o uso do esteroide ou medicamento aqui descrito. Não nos responsabilizamos por seu uso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here