Sobre energéticos: Riscos? Benefícios? Faz mal? Quanto tomar?

0

Alguns tomam para ter um up nos exercícios físicos, outros consomem em festas e baladas para impedir o sono. E você, como consome energéticos? Venha saber mais sobre essa combinação de substâncias que pode ser tanto bebida quanto alimento, conheça os benefícios, riscos de tomar em muita quantidade e muito mais informações.

energéticos

O que é energético?

Energético é qualquer substância que aumente a sua oferta de energia no corpo. As mais comuns são bebidas prontas que vendem no mercado, mas também são ofertados em forma de alimentos em prol de gerar essa energia química extra.

A maioria dessas bebidas vendidas sem prescrições a qualquer pessoa de qualquer idade contém substâncias que muitos desconhecem, o que pode ser perigoso à saúde.


A maioria desses produtos contam com substâncias estimulantes energéticas como: cafeína, açúcares, cacau, taurina, guaraná, vitaminas do complexo B e outras substâncias naturais ou não de mesmo efeito.


Estas atuam no sistema nervoso central, trabalhando na maior e mais rápida liberação de endorfina, gerando energia e estímulos de esforços.

Principais benefícios de tomar energético

O consumo moderado de energético e com acompanhamento de um profissional da saúde pode ser muito benéfico ao indivíduo. Confira alguns benefícios:

  1. Estimula o sistema nervoso central, melhorando percepções, alerta e reação de ataque.
  2. Traz mais energia para atividades esportivas, para dançar, caminhar, estudar, melhorando eficácia de movimentos e concentração.
  3. Traz energia extra para quem enfrenta longas jornadas de estudo e trabalho, ou os dois juntos, principalmente.
  4. Como age diretamente no SNC, as pessoas não notam o aumento do esforço por conta da alta liberação de endorfina, então o esforço não é cansativo e sim prazeroso.

Quanto tempo dura o efeito de um energético?

Leva em média apenas 10 minutos para que um energético comece a fazer efeito no seu corpo; dentre 5 a 6 horas o produto já deve toda a energia gerada no seu corpo; mas somente será completamente eliminado da sua corrente sanguínea após um período de 24 horas.

Energético tem álcool?

A maioria das bebidas energéticas vendidas não contém álcool na sua composição. A combinação entre álcool e estimulantes não é nada boa, visto que a cafeína aumenta o efeito do álcool no sistema nervoso, podendo causar os mais diversos problemas.

Quais os riscos de tomar energético? Faz mal?

Por si só, o energético costuma ser um produto equilibrado, feito a partir de substâncias naturais e em quantidades saudáveis. Uma latinha comercial de energético, por exemplo, costuma oferecer a energia equivalente a duas xícaras de café, o que não é perigoso, falando de modo geral.

Sendo assim, o energético pode fazer mal quando é tomado por quem tem sensibilidade à cafeína e a outros estimulantes semelhantes, como também por quem consome em altas quantidades, sendo tóxico ao corpo e podendo causar sérios efeitos colaterais perigosos.

A associação entre energéticos e medicamentos ou álcool também não é indicada, já que estimula diferentes áreas do organismo e não faz nada bem à saúde. A bebida jamais deve ser consumida por crianças; também não deve consumido em jejum.


Efeitos colaterais de tomar muito energético

Confira a seguir algumas das reações mais graves consequentementes do consumo errado de energético. A maioria ocorre com jovens que misturaram com álcool ou com quem tem sensibilidade aos componentes do produto tomado:

  1. Acidente vascular cerebral;
  2. Taquicardia;
  3. Infarto do miocárdio;
  4. Gastrite;
  5. Problemas neurológicos;
  6. Morte;
  7. Perda de minerais como magnésio, potássio e cálcio;
  8. Muita urina;
  9. Diarreia;
  10. Ânsia de vômito e enjoos;
  11. Dificuldade para dormir, como insônia ou sono picado;
  12. Hiperglicemia;
  13. Nervosismo e agressividade.

Quanto tomar de energético?

Geralmente, sintomas iniciais como nervosismo, ansiedade, dores de barriga e agitação costumam surgir quando ingerimos mais de 250 mg de cafeína por dia, que é uma das substâncias mais comuns nos energéticos.

Por conta disso, bebidas energéticas não podem ser consumidas em quantidade superior a essa média, e também não deve bebida todos os dias, apenas em necessidade de estado de alerta.

Marcas de energéticos

Confira algumas das marcas mais famosas e consumidas no nosso mercado e suas determinadas quantidades de substâncias:

energéticos tabela nutricional

Preço médio de energéticos

Não costuma ser um produto barato. As latinhas que contêm em média de 200 a 250 ml custam de R$6 a R$10 reais em mercados e farmácias, podendo chegar a R$12 a R$15 reais em baladas e restaurantes.

Para quem consome regularmente, ou precisa de doses extras para os próximos dias ou ainda quer dividir com os amigos, as melhores opções são marcas menos populares, mas igualmente boas, que contam com embalagens de até 2 litros, chegando em média a R$12 a R$20 reais.

5 dicas de energéticos naturais

Existem formas naturais de consumir energéticos, não somente através das latinhas cheias de açúcares e sabe-se mais lá o que vendidas nos mercados. São algumas opções naturais:

  1. Café: Sim, seu café de rotina é um energético por conter cafeína.
  2. Gengibre: Um ótimo termogênico que atua sobre gordurinhas localizadas e ainda aumenta o pique energético; pode ser consumido em forma de chás ou até em salada, por exemplo.
  3. Pimenta: Ela não é brava à toa, estimula mesmo seu organismo trazendo cargas extras de energia; consuma em forma de molhos, temperos ou junto com a salada.
  4. Guaraná: Consumir pó de guaraná junto a sucos ou chás também turbina seu organismo; não é à toa que também está presente em muitos energéticos por aí; também pode ser consumido em cápsulas.
  5. Banana: Sim! Estranho, né? A banana contém substâncias que estimulam o físico a esforços, como em exercícios e esportes; consuma pura, no café da manhã, junto a aveia ou mel, com mamão, dentre outras formas.
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here