O que é Kefir? Benefícios, Como fazer, Receitas e mais!

0

Já pensou preparar suas próprias bebidas probióticas de forma caseira? Dá para fazer isso com o kefir! O que? Não sabe o que é kefir? Você precisa conhecer este alimento natural utilizado há séculos como técnica de alimentação saudável!

Conheça a origem, benefícios, como fazer e muito mais sobre o ele a seguir.

Kefir

O que é kefir? Qual a origem?

Kefir é o nome de um alimento resultante do cultivo de bactérias boas para a nossa saúde. É feito a partir de grãos vivos, em forma de microcristais, que crescem indefinidamente e resultam numa bebida saudável.


Lembra muito as bebidas comerciais contendo lactobacilos vivos que podemos comprar nos mercados, porém pode ser feito em casa mesmo.


Também pode ser chamado por outros nomes, como quefir, plantas de iogurte, cogumelo de iogurte, dentre outras nomenclaturas. É considerada uma bebida simbiótica, ou seja, ao mesmo tempo em que prolifera as bactérias boas, mata as bactérias ruins à saúde.

Quanto à sua origem, apenas saiba que é uma técnica de fermentação muito antiga que começou lá nas montanhas do Cáucaso há séculos! E quanto ao nome kefir, vem do termo “keif”, em eslavo, que significa bem-estar.

E você vai saber porque tem relação com uma boa qualidade de vida quando conferir o tanto de benefícios que ele nos oferece!

Para que kefir é indicado?

Se trata de uma bebida milenar que, de acordo com os mais sábios, serve para o funcionamento do organismo como um todo. A principal atuação é no sistema intestinal, oferecendo benefícios como regularização da flora, expulsando bactérias maléficas à saúde.

E com o intestino equilibrado, o corpo fortalece o sistema imunológico, e isso é sinônimo de evitar doenças dos mais variados tipos, desde cânceres a infecções. Confira outros benefícios em mais campos da saúde a seguir.

10 benefícios do kefir na alimentação

  1. Contém lactobacilos vivos e leveduras saudáveis ao organismo;
  2. Auxilia na prevenção e tratamento de condições que estejam afetando o sistema digestivo ou intestinal, como gastrite ou prisão de ventre, por exemplo;
  3. Equilibra a flora intestinal, regulando as funções do intestino;
  4. Fonte rica de nutrientes como cálcio, fósforo, vitamina B12, vitamina D e magnésio;
  5. Tem propriedades simbióticas, ou seja, mata bactérias ruins e prolifera as boas;
  6. Previne o crescimento de células cancerígenas;
  7. Combate os radicais livres no organismo, sendo um antioxidante natural;
  8. Faz bem para a saúde dos ossos quando feito com leite, pois é uma fonte rica em cálcio;
  9. Economia para o bolso, já que comprar seus grãos duram bastante e rendem muita bebida; além de que é fácil conseguir de graça com grupos doadores de kefir também;
  10. Se feito da forma correta, adocicado no ponto certo e com o tempo de fermentação ideal, resulta numa bebida saborosa e prazerosa de se tomar.

Tipos

Os tipos de kefir são diferenciados a partir dos substratos nos quais são cultivados, e pode ser feito de duas maneiras. Confira:

1. Kefir de água:

Os grãos do kefir são mantidos em água mineral com algum elemento adoçante, como açúcar mascavo, demerara ou mel; ou ainda pode ser feito em água de coco.

1.1 Como fazer em de água:

– Coloque os grãos de kefir num recipiente de vidro;

– Adicione água filtrada e açúcar ou mel (a dica é 2 colheres de açúcar mascavo para cada 500 ml de água);

– Cubra o vidro com uma telinha protetora de tule; deixe fermentando em temperatura ambiente de 18h a 24h (no máximo 36h);

– Depois, coe o produto, separando o líquido dos grãos;

– A bebida por ficar na geladeira e ser consumida em até 2 dias;

– Quanto aos grãos de kefir, reserve-os novamente em vidro e reinicie o processo.

2. Kefir de leite:

Os grãos do kefir são mantidos em leite bovino, caprino, de coco ou de soja, como opções veganas, por exemplo, e então as bactérias se proliferam neste líquido. Este é o tipo mais conhecido e feito pelas pessoas, resultando numa aparência, consistência e sabor semelhante a iogurte ou coalhada, mas com complexidade nutricional muito maior.

2.1 Como fazer kefir de leite:

– Num recipiente de vidro com boca larga, coloque 1 colher de grãos de kefir de leite (tem o modelo específico para leite);

– Adicione 1 litro de leite fresco (nem quente, nem frio); pode integral, desnatado ou como preferir;

– Cubra o recipiente com telinha protetora de tule; deixe fermentando por 18h a 24h, no máximo 36h;

– Depois, coe o produto resultando, separando o líquido probiótico dos grãos;

– O produto pode ficar na geladeira e ser consumido em até 2 dias;

– Quanto aos grãos de kefir, reserve-os novamente em vidro e reinicie o processo.

Quanto tempo leva para fazer efeito no preparo?

Durante o preparo, o tempo de fermentação influencia muito nos benefícios (ou não) que ele pode trazer ao corpo.

Se fermentado por 12 horas, já é suficiente para soltar o intestino; por 24 horas, já é suficiente para normalizar e equilibrar o intestino (mais indicado); e por mais de 36 horas, até 48 horas, pode oferecer propriedades para prender o intestino. Já para outros benefício, o tempo indicado de fermentação é de 18h a 24h.


Onde comprar kefir?

Infelizmente, não é tão fácil encontrar kefir à venda. Poucas lojas de produtos naturais vendem o produto, a maioria online, mas você pode também procurar na internet fornecedores que cultivam e distribuem na sua cidade.

Outra forma de encontrar é por meio de grupos de kefir nas redes sociais, como o grupo Probióticos Brasil no Facebook, no qual são feitas doações entre os consumidores.

Kefir faz mal? Tem contraindicação?

Até o momento, não existem registros de contraindicação para o consumo do kefir. É só não exagerar na quantidade ingerida por dia, né? Assim como todo alimento que é consumido em excesso, pode causar alterações no organismo.

Quanto a pessoas com intolerância a lactose, saiba que quanto mais horas o produto fica no leite, menos lactose o produto final terá.

O tempo máximo é de 36 horas de fermentação, lembre-se disso. Mas mesmo assim, consulte um médico ou nutricionista sobre sua saúde e necessidades alimentares com relação ao grão.

Kefir engorda?

Não, muito pelo contrário! Se consumido de forma equilibrada e com doses baixas de açúcares no preparo, o kefir ajuda nos processos de emagrecimento.

Dentre os efeitos positivos, para isso estão o controle da ansiedade, prevenindo alimentação compulsiva, por exemplo; e também o aumento da saciedade, ou seja, você tende a comer menos vezes e em menores quantidades.

7 dicas de como cuidar do kefir:

  1. Os grãos de kefir nunca devem ser aquecidos, nem por si só nem com água ou leite quente durante o preparo, pois o calor mata os seres vivos presentes neles;
  2. A fermentação sempre deve ser em temperatura ambiente, de no máximo 30ºC;
  3. A fermentação também pode ser feita na geladeira, mas será mais lenta; é a maneira mais certa de manter o kefir vivo para quem vai fazer alguma viagem, por exemplo, podendo ficar em algum líquido por até 3 semanas na geladeira;
  4. Se a temperatura ambiente estiver muito quente, pode ser que a fermentação ocorra em até 12 horas;
  5. Não deixe os grãos de kefir na mesma água ou mesmo leite por mais de 3 dias, pois eles morrerão por falta de alimento;
  6. Na fermentação, o pote não pode ser vedado e sim coberto com superfície respirável, como gaze, papel toalha ou tule; deve ser coberto para evitar moscas ou outros bichos dentro do pote;
  7. Se bem cuidados, os grãos de kefir terão vida longa já que crescem indefinidamente; descarte grãos que ficarem escuros ou com cheiro ruim; você também pode congelar ou desidratar para mantê-los por ainda mais tempo.

3 receitas

O leite resultante do kefir serve não apenas para consumo puro, como também no preparo das mais diversas receitas. Confira 3 deliciosas receitas a seguir:

1. Bolo de iogurte de kefir

Ingredientes:

– 1 copo de iogurte de kefir (170 g);

– 2 copos de farinha de trigo (340 g);

– 2 copos de açúcar (340 g);

– 3 ovos;

– ½ copo de óleo (85 g);

– Margarina para untar a forma.

Como fazer:

Junte todos os ingredientes na batedeira e bata até formar uma massa homogênea. Unte uma forma com margarina e farinha polvilhada e despeje a massa nela. Leve ao forno pré-aquecido e tire quando ficar douradinho.

2. Requeijão cremoso de kefir

Ingredientes:

– 250 g de iogurte de kefir dessorado (fica sem soro e vira um tipo de cream cheese);

– 100 g de manteiga;

– 2 colheres de amido de milho;

– ½ colher de chá de milho;

– 1 copo de leite.

Como fazer:

Leve ao fogo o leite e o amido até engrossar e deixe esfriar. Depois, coloque o mingau no liquidificador, acrescente o resto dos ingredientes e bata até ficar homogêneo.

3. Maionese de kefir

Ingredientes:

– 180g de kefir dessorado (sem soro);

– 180 g de requeijão light;

– 4 ovos cozidos;

– Sal a gosto.

Como fazer:

Bata todos os ingredientes no liquidificador até ficar um creme pastoso e homogêneo. Leve à geladeira por 30 minutos até incorporar em forma de maionese. Pode ser comido com pães, biscoitos, canapés e muito mais .

Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here