Triglicerídeos: O que fazer quando dá alto? Tratamentos e mais!

0
2

Muito se fala sobre o colesterol, mas as pessoas muitas vezes esquecem de comentar sobre outro tipo de gordura que pode ser tão prejudicial quanto ele, os triglicerídeos. Hoje falaremos tudo sobre os triglicerídeos e como eles podem dizer muito sobre sua saúde ao indicar níveis altos ou baixos.


Triglicerídeos

O que são triglicerídeos? Qual a função?

Os triglicerídeos são as principais gorduras do nosso corpo, encontrados na maior parte das gorduras de origem animal e vegetal. Naturalmente nosso fígado produz essas gorduras, além de que consumimos diariamente pela alimentação.

Sua função básica no organismo é criar uma reserva de energia para suprir o corpo em caso de necessidades, como jejuns prolongados e alimentação insuficiente.

Quando nos alimentamos e consumimos gorduras, o corpo precisa delas e as converte em energia, criando essa reserva de triglicerídeos nas células de gordura. Esse ciclo não faz mal desde que a pessoa não coma mais calorias do que queime, ou ao contrário, comendo menos e queimando mais.

Exame para triglicerídeos

Um exame de sangue de rotina ajuda a identificar triglicerídeos altos ou baixos. Geralmente é pedido pelos médicos em casos de sintomas diversos, principalmente riscos de doenças cardiovasculares, ou as alterações são descobertas em check ups aleatórios.

A preparação para o exame consiste em jejum de 9 a 12 horas, sem ingerir álcool durante 24h antes da coleta do sangue.


Valores para triglicerídeos

A partir desses valores no exame de sangue que o médico pode orientar melhor a pessoa:

  • Valores normais: menos de 150 miligramas por decilitro;
  • Valores moderados: de 150 a 199 miligramas por decilitro;
  • Valores altos: de 200 a 499 miligramas por decilitro;
  • Valores muito altos: 500 miligramas por decilitro ou mais.

O que acontece quando triglicerídeos está baixo?

O nível de triglicerídeos é considerado baixo a ponto de ser um alerta à saúde quando está abaixo de 35 miligramas por decilitro. Isso pode indicar problemas hormonais, alterações na tireoide, desnutrição ou gasto energético exagerado.

Isso significa que a quantidade de energia ingerida e armazenada no seu corpo não está o suficiente para suprir todas as suas necessidades, podendo prejudicar funcionamento de órgãos vitais, inclusive.

A partir disso, o médico pode receitar algum tipo de medicamento para auxiliar, mas principalmente as mudanças maiores serão na alimentação da pessoa.

Não se deve ingerir muitos triglicerídeos de uma vez, pois pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares em pouquíssimo tempo. Sendo assim, é importante manter consultas em dia com endocrinologistas e nutricionistas a partir desse diagnóstico!

O que significa triglicerídeos alto?

Esta condição é muito mais comum do que quando dá baixo. Significa que a quantidade de energia armazenada no organismo está além do que realmente precisamos de forma saudável.

Os triglicerídeos podem se elevar por várias razões, desde predisposição genética a dietas de altas calorias ou manifestação de doenças. Quando dá acima de 200 miligramas por decilitro, é necessário ter acompanhamento médico e de um nutricionista para melhorar a alimentação.

Causas: O que faz aumentar os triglicerídeos?

  • Obesidade;
  • Dietas hipercalóricas, em que se consome mais calorias do que se queima;
  • Sedentarismo;
  • Diabetes tipo 2;
  • Hipotireoidismo;
  • Doenças renais;
  • Excesso de álcool ou cigarro;
  • Efeitos colaterais de certos medicamentos;
  • Gravidez.

Sintomas de triglicerídeos alto

Não é como uma doença que se manifesta fisicamente, e sim é bem silenciosa, sendo bem incomum pessoas manifestarem sintomas relativos a essa alteração específica. No entanto, em alguns casos, podem surgir alguns sinais de triglicerídeos altos, que são:

  • Xantelasma, que são pequenas bolsas brancas na pele perto dos olhos, dedos ou cotovelos, geralmente.
  • Gordura acumulada em determinadas regiões do corpo, principalmente barriga;
  • Manchas brancas na retina, que somente são vistas por exames oftalmológicos;
  • Outros sintomas podem surgir, mas já estarão relacionados a doenças específicas, como diabetes, doenças renais, hipotireoidismo, dentre outras.

Relação entre triglicerídeos e colesterol

Esse aumento dos triglicerídeos pode vir ou não acompanhado de alterações no colesterol, sendo o mais comum uma elevação mútua dos triglicerídeos e do LDL (colesterol ruim), ou ainda triglicerídeos altos e HDL (colesterol bom) baixo.

Isso significa um risco ainda maior de a pessoa desenvolver ou já está com estágios avançados de doenças cardiovasculares. Nesses casos, o tratamento é ainda mais urgente.

Tratamentos: Como baixar os triglicerídeos?

  1. Fazer mudanças na alimentação: Cortar doces, reduzir ingestão de carboidratos, parar de beber álcool, consumir mais gorduras boas, mais vegetais e mais fibras são algumas das mudanças essenciais.
  2. Mudanças no estilo de vida: Aprender a controlar melhor sua alimentação de forma consciente, comer em porções menores, comer na hora certa, praticar exercícios físicos regularmente, variar a rotina de atividades, parar de fumar, dentre outros novos hábitos podem fazer a diferença.
  3. Remédios para triglicerídeos altos: O médico também poderá prescrever certos medicamentos, como fibratos, ácido nicotínico, suplementos com ômega 3, remédios com estatinas, dentre outros. Nunca se automedique nem peça recomendações a farmacêuticos.

Dieta para triglicerídeos alto: O que comer? O que não comer?

o que comer?

Insira na sua alimentação alimentos mais saudáveis, como saladas, legumes, verduras, grãos, carnes magras e queijo branco. Trocar os doces por frutas frescas também é uma boa!

Já quanto aos alimentos que você deve evitar de comer regularmente ou até mesmo cortar aos poucos são refrigerantes, bebidas ricas em açúcar, álcool, doces, chocolates, pão, biscoitos, massas, pizzas, batata, sorvetes, molho shoyo, tortas, bolos, leite integral, frituras e queijos gordurosos.

Além disso, sempre consulte as informações nutricionais dos alimentos e evite comê-los se encontrar alta quantidade de sacarose, glicose, frutose, xarope de milho, maltose ou melaço, que são açúcares prejudiciais ao seu estado de saúde.

Não deixe de ir a um nutricionista para montar um cardápio completo e saudável, adaptado à sua saúde, de forma que seja saciável e saboroso.

Triglicerídeos: O que fazer quando dá alto? Tratamentos e mais!
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here