TDAH: O que significa, quais os sintomas, diagnóstico? Tem cura?

0

O TDAH é uma sigla que remonta ao Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, entenda melhor o TDAH no texto abaixo:

TDAH

O que significa

TDAH se refere a um distúrbio neurobiológico crônico que atinge entre 3% a 5% das crianças em idade escolar, com maior prevalência no sexo masculino.

Embora pareça uma doença nova, o TDAH já era descrito durante o século XIX e de lá para cá muito se avançou para que o transtorno fosse melhor entendido e que se diminuísse o preconceito de quem sofre com ele.


Não há um completo entendimento sobre as causas do TDAH, mas estudos apontam sobre uma combinação de fatores genéticos, biológicos e ambientais para que ocorra a manifestação dessa doença.


Sintomas

Os sintomas mais claros do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade são a desatenção, a hiperatividade e o comportamento impulsivo, o que afeta diretamente o convívio familiar e social.

Qualquer portador de TDAH pode sofrer com diferentes graus de intensidade e de comprometimento por meio desses sintomas.

Quando há maior predominância da desatenção, o portador se caracteriza pelo seguinte:

  • Demora em iniciar tarefas,
  • Desatenção a detalhes,
  • Distraem-se com facilidade,
  • Erros são cometidos por descuido e distrações,
  • Esquecem com frequência também onde deixaram suas coisas,
  • Frequentemente esquecem o que tinham que fazer,
  • Maior dificuldade de concentrar-se,
  • Maior dificuldade de organizar tarefas,
  • Maior dificuldade de seguir instruções,
  • Nunca terminam aquilo que começam,
  • Saltar de uma tarefa inacabada para outra.

Quando se prevalece a hiperatividade em um portador de TDAH, há destaque para os seguintes aspectos:

  • Agitação,
  • Falam bastante,
  • Inquietude,
  • Não conseguem participar de atividades sedentárias,
  • Não conseguem se manter em silêncio.

Já quando há impulsividade prevalente na pessoa com TDAH, ela acaba apresentando:

  • Impaciência,
  • Intromete-se nos assuntos, atividades e conversas alheias,
  • Irá agir sem pensar,
  • Precipita-se para falar,
  • Tem dificuldades de ouvir as perguntas até o fim.

Diagnósticos

O diagnóstico de TDAH é basicamente clínico, levando-se em consideração que os sintomas devem se manifestar:

  1. Durante 6 meses, no mínimo,
  2. Em pelo menos dois ambientes distintos, como, por exemplo, na casa, na escola, no momento de lazer, etc.,
  3. Na infância, antes dos 7 anos de idade.

Para o diagnóstico ficar ainda mais claro, os sintomas devem também ser causadores de inadequações e mudanças de comportamento que atrapalham o relacionamento e o desempenho dos portadores em quaisquer situações.

TDAH tem cura?

Essa é uma dúvida muito frequente de quem conhece alguém com TDAH. Mas a resposta é não: esse transtorno não apresenta uma cura, porém traz possibilidades de tratamento para trazer maior qualidade de vida para a pessoa portadora dessa doença.

Tratamentos

O tratamento para TDAH é uma combinação de medicamentos, orientação (de pais e professores) e técnicas específicas.

Um exemplo é a terapia, sendo que a mais indicada é a terapia cognitivo-comportamental.

Pode ser necessário o tratamento com fonoaudiólogo caso o portador de TDAH possuir outro transtorno específico, como a Dislexia (Transtorno de Leitura).


Remédios

Em termos medicamentosos, pode ocorrer a prescrição de antidepressivos e psicoestimulantes. São os remédios mais utilizados:

  • Ritalina,
  • Strattera,
  • Trofanil,
  • Venvanse.

TDAH na escola

Durante a infância e a adolescência, o TDAH é uma das grandes causas de dificuldade para aprendizado. Quanto mais precoce for o diagnóstico, melhor será tratar os futuros distúrbios de aprendizagem e as lacunas de conteúdo que o TDAH ocasiona.

Para ajudar os professores a extrair o potencial de aprendizado de crianças e adolescentes com TDAH, é possível tomar certas atitudes:

  • Acomodar o aluno em locais longe de distrações, tais como as portas e janelas da sala de aula,
  • Ajudar o aluno a organizar os materiais,
  • Aproveitar os recursos gráficos, assim como imagens, planilhas, cores e listas,
  • Dar prazos e estabelecer regras quanto às tarefas,
  • Dividir as atividades em blocos,
  • Manter um bom canal de comunicação – de preferência diário – com os pais do aluno com TDAH,
  • O professor deve ser claro com as informações e tarefas a serem passadas, tanto para aquelas feitas na sala de aula como para as que serão feitas em casa,
  • Trabalhar o reforço positivo – elogiar o aluno quando ele completa uma lição ou tarefa proposta.

Atualmente, o TDAH é muito abordado nas escolas através de estratégias pedagógicas para não somente melhorar a vida da criança com TDAH na instituição, mas também para proporcionar mais conhecimento para os outros alunos sobre a doença.

TDAH teste

Na internet, você encontra testes para descobrir se você possui o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Se você se identificou com os sintomas, procure fazer algum teste para ganhar certo conhecimento.

A partir disso, é fundamental que você procure um médico especialista para sanar todas as suas dúvidas!

 

TDAH: O que significa, quais os sintomas, diagnóstico? Tem cura?
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here