Dopamina: O que é? Para que serve? Alimentos, suplementos e mais!

0
6

Todo mundo tem alterações de humor, isso é normal. Não só no humor, como também na capacidade de concentração. Às vezes, num único dia, estamos bem dispostos, depois ficamos muito preguiçosos; numa noite conseguimos ler 20 páginas de um livro, mas na outra nem meia…


Por que? Isso pode ser sinal de desequilíbrio nos níveis de dopamina. Vem saber mais sobre esse importante neurotransmissor e suas funções no cérebro.

dopamina

O que é dopamina?

A dopamina é um neurotransmissor derivado de aminoácidos que é produzida em duas áreas do cérebro: na área de substância negra, onde controlam-se sentimentos de recompensa e vício, e na área tegmental ventral, área que concentra uma enorme quantidade de neurônios.

Sendo assim, possui diversas funcionalidades essenciais no nosso dia a dia. É conhecida como “a molécula da motivação”.

Para que serve a dopamina?

Sua principal função é levar para nosso cérebro algumas sensações, levando e trazendo informações de outras células. É essa substância que controla memória, humor, sono, atenção, aprendizado, cognição, punição e movimentos voluntários.

Algumas das doenças associadas à desordem da dopamina no cérebro são Doença de Parkinson, depressão, Alzheimer, autismo, epilepsia e esquizofrenia.


Efeitos da dopamina

Os efeitos desse neurotransmissor no nosso organismo varia de acordo com a área em que atua. São alguns:

  • Eleva os sentimentos de prazer e felicidade;
  • Motivador emocional proporcionado “recompensas” químicas;
  • Controla o humor e evita alterações bruscas;
  • Faz com que fiquemos em estado de alerta;
  • Ajuda na coordenação motora;
  • Nas mamães em fases de gestação e lactação, auxilia na produção de leite; entre outras.

Falta de dopamina

Em casos de pouca fabricação natural da dopamina, que pode acontecer pelo avanço, dieta insuficiente ou até uso de drogas, o nosso corpo pode manifestar os seguintes sinais e sintomas:

  • Dificuldade de concentração em longos períodos;
  • Desmotivação física e emocional;
  • Fadiga e cansaço excessivo;
  • Insônia e sono irregular;
  • Falhas na memória, esquecendo coisas do dia a dia;
  • Falta de prazer;
  • Falta de libido;
  • Falhas na ereção nos homens e falta de lubrificação nas mulheres;
  • Alterações bruscas no humor;
  • Falta de coordenação motora.

Como aumentar os níveis de dopamina?

Logo pensamos em formas nada saudáveis de aumentar a dopamina no corpo, mas relaxa que existem opções naturais e saudáveis para a dopamina aumentar em quantidade e em produção no seu cérebro.

Alimentos contendo dopamina

Felizmente, a dopamina é derivada do aminoácido tirosina, que vem da fenilalanina, que é encontrada em vários alimentos! Sendo assim, se quer uma alimentação que vai ajudar na sua produção de dopamina, insira na sua dieta:

  • Produtos de origem animal;
  • Amêndoas;
  • Maçãs;
  • Abacate;
  • Bananas;
  • Beterrabas;
  • Cacau;
  • Café;
  • Favas;
  • Vegetais de folhas verdes;
  • Chá verde;
  • Feijão;
  • Farinha de aveia;
  • Vegetais marinhos;
  • Gergelim;
  • Sementes de abóbora;
  • Cúrcuma;
  • Melancia;
  • Gérmen de trigo;
  • Probióticos naturais, como iogurte.

Suplementos com dopamina

Suplementos no mercado também estão disponíveis para serem inseridos na rotina. Confira alguns dos principais ativos em forma de suplementação que ajudam no aumento da dopamina e trazem os seguintes benefícios:

  • Curcumina isolada: Alivia obsessões e evita perda de memória.
  • Ginkgo biloba: Ajuda na falta de concentração, esquecimentos, dores de cabeça, fadiga, ansiedade e depressão.
  • L-teanina: Componente do chá verde que melhora memória, aprendizagem e humor. Uma dose de suplemento com l-teanina é equivalente a 3 xícaras de chá verde por dia.

Aumento de dopamina com exercícios

Não somente nosso corpo é beneficiado com os exercícios físicos, pois nosso cérebro também é.

Com exercícios regulares, nosso cérebro produz novas células, retarda envelhecimento e melhora o fluxo de nutrientes. Sabe aquela conversa de exercícios físicos aumentar nosso bem-estar? É verdade! Pois aumenta os níveis de dopamina também, além de serotonina e noradrenalina.

Aumento de dopamina com meditação e outras atividades

As técnicas de relaxamento profundo também têm sua vez no aumento da dopamina, pois exigem mais foco e concentração, incentivando maior produção no nosso cérebro.

Outras atividades consideradas “passatempos” por especialistas como costura, desenho, fotografia e afins também exigem esse trabalho do cérebro, logo evitam a depressão e ainda protegem as células do cérebro.

Dopamina: O que é? Para que serve? Alimentos, suplementos e mais!
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here